Linhas de Pesquisa

  • Formação de Professores

A linha tem o objetivo de investigar a formação de professores no enfoque da educação científica e tecnológica e sob as perspectivas de suas práticas, teorias e epistemologias em diferentes ambientes de ensino e aprendizagem e níveis de escolaridade. Abrange investigações tanto da formação inicial quanto continuada de professores. São focos de interesse:

– Investigação sobre as concepções, ideias, imaginário dos professores em formação inicial ou continuada;
– Estudos sobre os currículos das licenciaturas relacionados, reflexões sobre o estágio supervisionado e da prática pedagógica como lócus de conhecimento e não como apenas uma aplicação de teorias.
– Estudos sobre o papel do professor relacionadas à produção, aplicação e avaliação de propostas de ensino em pesquisas de natureza participante, etnográfica, pesquisa-ação, para o repensar da prática pedagógica.

Professores que atuam na linha de pesquisa:

Adriana Mohr

André Ary Leonel

Anelise Maria Regiani

Antonio Fernando Gouvêa da Silva

Carlos Alberto Marques

Carolina dos Santos Fernandes

Claudia Regina Flores

Claudia Glavam Duarte

David Antonio da Costa

Eduardo Adolfo Terrazzan

Elizandro Maurício Brick

Everaldo Silveira

Fabiana Botelho Kneubil

Fábio Peres Gonçalves

Karine Raquiel Halmenschlager

Leandro Duso

Luciana Passos Sá

Luiz Orlando de Quadro Peduzzi

Marina Bazzo de Espíndola

Néli Suzana Quadros Britto

Paulo José Sena dos Santos

Regina Célia Grando

Suzani Cassiani

Sylvia Regina Pedrosa Maestrelli

Walter Antonio Bazzo

Rosilene Beatriz Machado

  • Ensino e Aprendizagem das Ciências

Esta linha agrupa investigações que dizem respeito aos processos de ensino e aprendizagem nas diversas áreas das Ciências (Biologia, Química e Física) e da Matemática. São focos de interesse para pesquisa:

– As concepções teóricas acerca da aprendizagem e do desenvolvimento humano, visando a construção de modelos pedagógicos;
– Os fatores cognitivos, afetivos e motivacionais, entre outros, envolvidos nos processos de ensino e aprendizagem dessas áreas;
– As estratégias de ensino e aprendizagem, como, entre outras, construção de ilhas de racionalidade, aprendizagem significativa, resolução de problemas e modelagem;
– Os registros de representação semiótica na aprendizagem matemática;
– As concepções prévias de alunos de diferentes níveis educacionais, quanto a conceitos das Ciências e da Matemática;
– A proposição de materiais inovadores para o ensino e a divulgação das Ciências e da Matemática, para sua utilização nos diferentes ambientes de ensino (formal, informal e a distância).

Professores que atuam na linha de pesquisa:

Adriana Mohr

André Ary Leonel

Anelise Maria Regiani

Carlos Alberto Marques

Carolina dos Santos Fernandes

Claudia Regina Flores

Eduardo Adolfo Terrazzan

Everaldo Silveira

Fábio Peres Gonçalves

Jose de Pinho Alves Filho

José Francisco Custódio Filho

Juliano Camillo

Leandro Duso

Luciana Passos Sá

Mericles Thadeu Moretti

Patricia Montanari Giraldi

Paulo José Sena dos Santos

 Regina Célia Grando

Sylvia Regina Pedrosa Maestrelli

Tatiana da Silva

  • Implicações Sociais da Ciência e da Tecnologia na Educação

Esta linha dedica-se à investigação, nos três níveis de ensino, de aspectos da educação científica e tecnológica, relacionados às percepções das relações entre ciência, tecnologia e sociedade (CTS), e ambiente, oriundas dos estudos de Ciência, Tecnologia e Sociedade (ECTS) e dos estudos ambientais, em suas diversas vertentes e orientações teóricas e metodológicas (latino-americanas, europeias e norte-americanas). Os estudos incluídos nessa linha orientam-se a partir de contribuições, entre outras vertentes, da análise sociotécnica e da filosofia e história da Ciência e da Tecnologia. Também são contemplados aspectos da divulgação e popularização dos conhecimentos científico-tecnológicos quanto às suas conexões com o Ensino de Ciências e Matemática, tanto na educação formal quanto não formal.São focos privilegiados desta linha:

– Concepções das relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente e suas influências na educação científica, tecnológica e ambiental;
– Aspectos curriculares do Ensino de Ciências e Tecnologia com perspectiva CTS;
– Investigações sobre Ensino de CTS nas diferentes áreas e níveis de formação e suas implicações curriculares;
– Investigação das relações entre a Pedagogia de Paulo Freire e relações CTS no Ensino de Ciências e Tecnologia;
– Investigações em Alfabetização Científica e Tecnológica e Ilhas Interdisciplinares de Racionalidade;
– Investigações sobre as características dos processos de divulgação e popularização da Ciência, e suas relações com o Ensino de Ciências;
– Investigações sobre os discursos da ciência e da tecnologia.

Professores que atuam na linha de pesquisa:

Carlos Alberto Marques

Irlan von Linsingen

Jose Andre Peres Angotti

Jose de Pinho Alves Filho

Leandro Duso

Luciana Passos Sá

Mariana Brasil Ramos

Suzani Cassiani

Walter Antonio Bazzo

  • Epistemologia e História da Ciência e da Matemática

A partir da produção oriunda da área de História da Ciência e da Matemática, e de um aprofundamento das compreensões epistemológicas surgidas após o empirismo-lógico, esta linha de investigação considera aspectos sócio-histórico-culturais envolvidos no surgimento, desenvolvimento e disseminação de teorias, modelos e conceitos da Biologia, da Física, da Matemática e da Química. Categorias epistemológicas, bem como textos produzidos por historiadores da Ciência, subsidiam análises histórico-epistemológicas de episódios da História das Ciências com o objetivo de explorar as suas potenciais contribuições para o enfrentamento de problemas de investigação em Educação em Ciências e Matemática nos três níveis de ensino. São focos privilegiados desta linha:

– Investigação sobre o papel da historia da ciência e da epistemologia na formação de professores, no desenvolvimento de estratégias de ensino-aprendizagem e no ensino da modelização de sistemas físicos;
– Produção, aplicação e avaliação de textos didáticos com abordagem histórico-epistemológica;
– Investigação sobre as concepções de alunos e de professores sobre a natureza do conhecimento científico e de conceitos científicos específicos.

Professores que atuam na linha de pesquisa:

Antonio Fernando Gouvêa da Silva

Claudia Regina Flores

David Antonio da Costa

Everaldo Silveira

Fabiana Botelho Kneubil

Henrique Cesar da Silva

José Francisco Custódio Filho

Juliano Camillo

Luiz Orlando de Quadro Peduzzi

Rosilene Beatriz Machado

  • Mídias e Ensino de Ciências

A linha de investigação Mídias e Ensino de Ciências destaca os limites e as possibilidades para socialização dos conhecimentos da educação científica e tecnologia, consideradas as perturbações e os desafios que as Tecnologias de Informação e Comunicação têm provocado em todos os níveis de ensino. Estuda o contexto da educação articulado a mediações tecnológicas, em particular os ambientes virtuais de aprendizagem que hospedam hipermídias: texto, imagem, movimento, som, simulações com variações de escala. São focos privilegiados dessa linha:

– Investigações a respeito de concepções teóricas sobre o processo de ensino-aprendizagem, visando construir modelos pedagógicos pautados na reflexão teórico-prática do Ensino de Ciências da Natureza e Matemática;
– Investigações a respeito de estratégias de ensino-aprendizagem nas áreas de Ciências da Natureza e Matemática, tendo em vista a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação;
– Investigações que permitam a produção inovadora de materiais educacionais para o processo de ensino-aprendizagem e à divulgação das Ciências da Natureza e Matemática, em ambientes de ensino formal, não formal e a distância.

Professores que atuam na linha de pesquisa:

André Ary Leonel

Elizandro Maurício Brick

Jose Andre Peres Angotti

Marina Bazzo de Espíndola

Tatiana da Silva

  • Linguagens e Ensino

Estudos enfatizando a importância do funcionamento da linguagem, não apenas como mero instrumento de comunicação, visando estabelecer relações menos ingênuas e naturalizadas sobre os discursos dominantes da ciência e da tecnologia. A linguagem é vista como “jogos de linguagem” que são estabelecidos por regras, convenções, na cultura e na história, produtores de sentidos da tecnociência e da educação, centrados nos aspectos culturais e sócio históricos. A linguagem é investigada como forma de representação em diferentes lugares: da arte, da educação científica e tecnológica, da matemática, da história, da arquitetura. São focos privilegiados desta linha:

– Investigações sobre leitura e escrita, visando também repensar a formação do leitor no ensino de ciências e tecnologia;
– Análise do funcionamento da linguagem (em textos didáticos e outros, em interações discursivas nas salas de aula, na mídia) com vistas à proposição de estratégias para a educação em ciências e tecnologia;
– Investigações sobre o imaginário de alunos e professores sobre a linguagem e seu funcionamento em aulas de ciências;
– Estudos das problematizações como meio de emergência de conhecimentos;
– Análise de discurso e relações CTS no Ensino de Ciências e Tecnologia.

Professores que atuam na linha de pesquisa:

Claudia Glavam Duarte

Claudia Regina Flores

Henrique Cesar da Silva

Irlan von Linsingen

Mariana Brasil Ramos

Patricia Montanari Giraldi

Rosilene Beatriz Machado

Suzani Cassiani

Luciana Passos Sá